quarta-feira, 12 de março de 2014

REFEIÇÕES SAUDÁVEIS


Refeições Saudáveis




Os especialistas em nutrição aconselham-nos a comer nos intervalos entre as refeições. Há boas razões para tal. Mas é importante que essas escolhas também sejam saudáveis.

É um dia de semana normal. Almoçou em condições mas a meio da tarde já sente alguma "larica". O que fazer? Optar por esperar pela hora de jantar até pode parecer uma boa opção: poupa-se algum dinheiro; é menos uma refeição, o que quer dizer que se calhar até perco algum peso. Até parece ser uma boa ideia, não? Na realidade, não é nada boa ideia.

O ideal mesmo é manter regularidade na hora das refeições – o que quer dizer que não se devem saltar refeições – mas também a frequência. A baliza sugerida por muitos especialistas em nutrição, de comer de três em três horas, é um ponto de referência a ter em conta. E não é à toa.

Ao não comermos nada nos intervalos das grandes refeições, o risco que corremos é de chegar à refeição seguinte com mais fome. O que quer dizer que podemos acabar a comer bem mais do que desejávamos, para nos sentirmos saciados.

A nutricionista Inês Gil Forte explica-nos que comer nos intervalos das principais refeições (pequeno-almoço, almoço e jantar) passa também por manter os níveis da glicémia no organismo, através da ingestão de quantidades adequadas de hidratos de carbono, proteína e fibra (demasiadas vezes esquecida). "Este equilíbrio é essencial para que não haja um pico glicémico, que mais tarde leva a uma fome imensa", alerta a especialista. Mas além de ser importante perceber que se deve comer entre refeições, é também importante ter uma ideia do que devemos comer em particular. E são muitas as soluções que temos ao nosso alcance.

A este propósito, e pensando tanto nos adultos como nos mais pequenos, o MSN Saúde e Bem-estar pediu a alguns especialistas em nutrição sugestões de snacks saudáveis. São opções simples de pôr em prática, saborosas e saudáveis.

Enviar um comentário