sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

CRACÓVIA - FESTEJAR OS ANOS

VISITA A CRACÓVIA

FESTEJAR OS ANOS EM CRACÓVIA


Às 18,45 horas apanhamos o táxi que nos veio buscar em frente do hotel e nos conduziu ao mais antigo e sofisticado restaurante de Cracóvia, o restaurante Wierzynek.




Chegados ao restaurante, é com muita mágoa que nos dizem que o concerto havia sido cancelado. Não sei bem qual a razão (indisposição do pianista? Falta de clientes?). Devolveram de imediato o custo dos bilhetes que havíamos adquirido e para nossa surpresa, convidaram-nos a subir até ao enorme salão onde se deveria realizar o concerto. Esplendida sala, com traves de madeira pintadas com motivos diferentes, sóbria, com o piano encimando a sala. Convidaram-nos a sentar e para nossa maior surpresa, um outro pianista (Prezemylaw Winnicki), executou só para nós os dois três peças para piano: Hungarian Rhapsody de F. Liszt e de F Chopin o Prelude in D flat major op. 28 no 15 e Scherzo in b flat minoro p. 31 no 2.



Prezemylaw Winnicki 
Salão de Concertos do Wierzynek
, 


















Descemos para o jantar e escolhemos os pratos típicos da cozinha polaca que iriamos comer. Escolhemos para entrada uma galantine zlososia de cogumelos papoila (galantyna zlososia z grzybami i makiem(rs), eu pedi ganso kluseczzkzamiI e o meu marido ganso assado com molho de fungos kluseczamirsi; Estavam ambos deliciosos e os pratos vinham cobertos com uma campanola que o empregado tirou dizendo “voilá”… Eu ainda comi um bolo de pastelaria uma praline. A refeição foi acompanhada com vinho italiano Barber adi Alta 0,75 Marchesi di Barol. Tomamos dois cafés descafainados (kava bezkofeina) e a conta final foi de 445,59 ZL (cerca de 150 euros) - 75/euros/pessoa,  por jantar num dia de festa, no restaurante melhor frequentado e mais antigo da cidade e com comida de boa qualidade e bem cozinhada, com atendimento personalizado, não me parece exagero. O restaurante tem mobiliário de várias épocas mas predominam elementos de Arte Nova e Arte Decaux. É encantador.


Interior do restaurante
Escadas que conduzem
 à sala de jantar











Algum do mobiliário do restaurante

Outra peça de mobiliário










Um outro pormenor do interior do restaurante

Apanhamos um outro táxi e fomos até ao hotel. 
No dia seguinte tínhamos agendado uma visita que já sabíamos ser violenta.
Partir às 11horas com destino a Auschwitz e Birkenau.

Enviar um comentário