quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

A TÁBUA DE QUEIJOS NA MESA

A TÁBUA DE QUEIJOS NA MESA 

TÁBUA DE QUEIJOS

Existem múltiplas variedades de queijos de vaca, ovelha, cabra, búfalo e de mistura. Uns são mais suaves, outros têm um sabor intenso. Normalmente os queijos de vaca são os mais suaves e os de cabra e ovelha os mais intensos, a cura do queijo se for demorada também acentua o sabor. Outro factor que também modifica a intensidade do sabor do queijo é a sua proveniência de leite cru ou pasteurizado.

Organizar uma tábua de queijos

Os queijos devem ser retirados do frigorífico cerca de 2 horas antes de servir, para que fiquem com a temperatura apropriada e reaverem o seu sabor inicial e típico.
Na tábua vai colocar os queijos de sabor mais suave na parte externa da tábua, terminando com os queijos de sabor muito intenso. Normalmente uma tábua de queijos deve conter entre três a cinco queijos diferentes.
Tenha diferentes facas uma para cada tipo de queijo, de forma a não misturar sabores, para os queijos moles use uma faca de ponta arredondada.
Devem existir várias qualidades de vinhos, para acompanhar os diferentes tipos de queijo. Os queijos mais leves acompanham-se com um vinho tinto suave, com os queijos azuis deve-se beber um vinho tinto encorpado mas doce, já os queijos  moles e frescos ligam bem com vinhos brancos aromáticos. Mas HÁ UMA EXCEPÇÃO, O QUEIJO DA SERRA PORTUGUÊS QUE NÃO É CURADO, APESAR DE SER UM QUEIJO MOLE ACOMPANHA-SE COM UM TINTO RESERVA ENCORPADO. Se por um acaso algum louco o quiser beber com Coca–Cola, não deixe, ponha-lhe fita adesiva na boca e recomende-lhe a ida ao confessionário, era um pecado mortal o que ia fazer.
Não esqueça de ao lado ter um bonito cesto com diferentes variedades de pão e bolachas salgadas.

Pode pôr nozes, amêndoas e avelãs que combinam muito bem com os queijos moles , ao introduzirem um outro tipo de textura. 

MANJAR DOS DEUSES
Enviar um comentário