terça-feira, 14 de janeiro de 2014

COCO CHANEL

 COCO CHANEL


A VIDA DA ESTILISTA COCO CHANEL

Gabrielle Bonheur Chanel nasceu em 19 de agosto de 1883, em Saumur, França, mas torna- se conhecida como Coco Chanel.
Descendente duma família humilde e órfã de mãe, o pai põe-na num colégio interno, de onde sai por volta dos 18 anos e onde aprendeu costura.
Tenta trabalhar como bailarina, cantora, mas sem sucesso.
Aos 20 anos apaixona-se por Etienne Balsan, que a apoia no princípio do negócio de chapéus.
Artur Capel aparece na vida de Coco Chanel e passa a ser o novo amor, também a ajuda na expansão do negócio, abriu lojas em Deauville e Biarritz.
Continua com o negócio dos chapéus e inicia-se como estilista.



Criou vestidos intemporais, ficou conhecida por desenhar roupas simples, mas sofisticadas a que juntava acessórios responsáveis por tornar o visual ainda mais sofisticado, nunca nos esqueceremos dos colares de vários fios de pérolas. A frase de Coco Chanel “ luxo deve ser confortável, senão não é luxo”, define-a como estilista. Com este conceito liberta a mulher dos espartilhos.
O primeiro perfume, Chanel nº 5 surge na década de 1920 e mantem-se actual e ainda usado por muitas mulheres, deferindo a sua concepção sobre perfume como “é o invisível, inesquecível acessório que anuncia a sua chegada e prolonga a sua partida”
É a mãe do vestido preto, mostrando que pode ser muito sofisticado, não tendo necessariamente que ser um sinonimo de luto e do uso de calças pelas mulheres.


Quando se inicia a 2º Guerra Mundial, fecha todas as suas lojas e fica a viver no hotel Ritz, aquando da ocupação francesa inicia um relacionamento com Hans Gunther von Dincklage, oficial militar alemão que a terá protegido durante a ocupação francesa.
É ouvida em tribunal e absolvida, não se sabendo ao certo como consegui-o, mas a opinião pública francesa não a absolveu da sua ligação a um nazi e vai viver durante uns anos para a Suiça.
As suas roupas passam a ser vendidas nos Estados Unidos,  Jackie Kennedy  aparece em publico com as seus tailleures, fatos e sapatos  e Coco Chanel volta a reaparecer nas revistas de moda.
Volta para França e fica a residir em Paris no Hotel Ritz, onde vem a falecer em 1971 aos 88 anos.
A marca que fundou mantém-se viva, tendo sido Karl Lagerfeld que continua à frente da lendária casa de moda Chanel.






Enviar um comentário