domingo, 16 de fevereiro de 2014

CRACÓVIA – NOWA HUTA


CRACÓVIA – NOWA HUTA


A Nova Huta, foi desenvolvida nos anos 50 e princípios dos anos 60 do século passado, ainda a Polónia fazia parte do bloco soviético.

Resolvemos ir nos transportes colectivos da Cidade de Cracóvia, os eléctricos.


Um elétrico de Cracóvia


No interior do carro elétrico
Adquirimos bilhetes para transporte na máquina existente na paragem de onde partimos, próxima do hotel. Cada bilhete, que incluía as zonas I +II dos serviços suburbanos e válido por 60 minutos, custou 5,00 ZL. 
O transporte era razoavelmente cómodo, bem climatizado e não ia superlotado. Com facilidade arranjámos dois lugares lado a lado. 
Percorremos a ainda longa distância até à Praça de João Paulo II. 

Praça de João Paulo II em Nova Huta

Nova imagem da Praça João Paulo II


Decorações de Natal na Praça
Uma das largas avenidas que dão para a Praça João Paulo II

Estava tudo cheio de neve e como em todo o lado, a existência das decorações natalícias. A praça é enorme assim como o são as longas e largas avenidas que dela partem.

Vimos as crianças acompanhadas por pais ou avós, puxadas por trenó ao longo dos largos  pátios cobertos de neve. 

Criança puxada po trenó em Nova Huta

Uma outra criança puxada no trenó

E vejam como vai feliz

Demos uma pequena volta para apreciar os prédios mais interiores.

Transição da grande avenida para o largo pátio habitacional interior

Um habitante local retira a neve do seu carro

Não havia degradação, a construção pareceu-nos de boa qualidade e quando nos afastámos das Avenidas, os prédios de seis a onze andares formavam pequenos largos arborizados. Pareceu-nos que as condições de habitação eram bastante boas. 
Claro que não entramos em nenhuma das habitações nem temos conhecimento dos agregados populacionais ali residentes. Foi apenas a impressão colhida pela visualização exterior do local. 
Para o fazer há um grupo organizado denominado de Communism Tours – Crazy guides, que nos transportam em carros usados na época e nos levam ao interior dessas habitações que se mantêm inalteradas, segundo dizem, como na época em que eram habitadas. Os percursos e visitas, todos são acompanhados por diversos shots de vodka e cerveja. Entre os 185 PLN e os 500 PLN, de acordo com o programa escolhido. Estivemos tentados a fazer um dos percursos, mas acabámos por não o fazer. Para os interessados aqui fica o contacto – www.CrazyGuides.com 

Regressámos no transporte colectivo.
No horizonte vêm-se ainda as chaminés fumegantes dos fornos, que na época da URSS tinham o nome de Lenin.

Os grandes fornos fumegantes


Fomos de novo até Star Miastro. 
Enviar um comentário