domingo, 17 de novembro de 2013

MULLED WINE A POÇÃO DO AMOR

Esteve um dia de sol, mas um vento frio, daquele que entra nos ossos. Cheguei a casa enregelada, já ao entardecer. O que fazer?
Acendi a lareira, pareceu – me uma óptima opção. Mas não chega.
Vou tratar do cenário completo.
Música ambiente, apagar as luzes, acender umas velas, pôr uns almofadões e umas mantas em frente ao fogão de sala.
Dar um pulo á cozinha e fazer o fantástico,  Mulled Wine. 
Volto para a sala, coloco o vinho em frente á lareira não vá arrefecer, numa mesa de apoio dois copos.








Telefono …? Queriam saber a quem, mas é segredo. Também queriam saber o fim da história?

Não vão saber o fim da história, vão ficar a saber o meio da história, a preparação do Mulled Wine.  

Ingredientes:

1 Garrafa de vinho tinto de boa qualidade
1 Limão
2 Cálices de Cognac ou na falta dele brandy
3 Paus de canela
8 Cravinhos da Índia
1 Colher de sopa de gengibre
1 Colher de pimenta preta em gão
2 Anil estrelado
½ Chávena de açúcar, de preferência mascavado

Preparação:

Têm que se usar uma panela de vidro, inox ou esmalte. Não pode ser de alumínio, o vinho fica com um sabor metálico desagradável. O vinho deve ser frutado e obedecer ao critério preço/qualidade.
Mistura tudo e vai ao lume durante 20 minutos, mas sem nunca deixar ferver. Não ultrapassar a temperatura de 70º C. Fervendo, o álcool do vinho evapora e perde toda a graça.






Em Inglaterra já foi usado como poção para o amor e como sedativo para o parto.
Cuidado com a quantidade.


Enviar um comentário