sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

VINHO DO PORTO (PORT WINE)

VINHO DO PORTO (PORT WHIN)




O VINHO DO PORTO (PORT WINE), também designado por vinho fino ou vinho generoso, está indiscutivelmente ligado à região do Douro e ao rio que tece o seu percurso desde a nascente em Urbión na vizinha Espanha, atravessando a acidentada terra da região Duriense até à sua foz, na cidade do Porto.
Desde há séculos que a cultura da vinha é feita nessa região; há vestígios por toda a região Duriense de lagares e vasilhame vinário referidos aos Seculos III e IV. É assim que numa região tão agreste pertencente a uma formação geológica denominada de Complexo Xisto-Granváquico, a força e trabalho árduo do homem conseguem britar a rocha, cavar e construir os socalcos nas inclinadas margens, transformando a paisagem numa enorme escadaria que sobe desde as margens do rio até aos elevados fraguedos que lá no cimo parecem querer romper o azul do céu. É tão belo e ao mesmo tempo tão agreste, que a sua observação é de cortar a respiração e impõem a contemplação como de coisa divina se tratasse.

É nesta região tão magnífica que a força do homem, as características do seu solo e do seu clima Atlântico e Atlântico Mediterrânico, permitem a colheita do vinho que se tornou mundialmente famoso.

VINDIMA NOS SOCALCOS DO DOURO

Trata-se de um vinho de características únicas, considerado um néctar dos deuses e que é um vinho fino ou generoso. É um vinho de paladar suave, encorpado e doce e que se encontra presente nas mais diversas comemorações. Servido sempre em cálice, tendo mesmo sido criado um copo especial para ele pelo conceituado Arquitecto português Siza Vieira.





















Da sua história, castas predominantes, tipos de vinho, comercialização falaremos em páginas seguintes. 
Enviar um comentário